quarta-feira, 8 de fevereiro de 2006

Hieronymus Bosch


Hieronymus Bosch era um cara tão à frente de seu tempo que mesmo tendo vivido há cerca de cinco séculos é considerado um precursor do Movimento Surrealista. Sua obra ainda hoje é considerada obscura, enigmática, algo mórbida, carregada de simbolismos, com muitas alusões a temas como pecado e tentação. Levando em conta o fato de tais assuntos serem naturalmente relevantes em sua época, devido à onipresença do Cristianismo, o que impressiona é o fato de seu trabalho manter a atualidade. Ele parecia ter consciência de estar testemunhando um momento de mudanças, o fim da Era Medieval. Apesar de holandês, boa parte de seu acervo pode ser encontrada no Museu do Prado, em Madrid - onde é conhecido como El Bosco - inclusive o fascinante tríptico "O Jardim das Delícias". Reproduzo aqui um detalhe dessa pintura, mas é desnecessário dizer que só é possível captar toda sua genialidade vendo o original. Bosch é único e inimitável, para Jung é "o mestre do monstruoso... o descobridor do inconsciente".


Um comentário:

http://deniseweller.multiply.com disse...

Oi!
Adorei o Bosch.
Sabe que tenho esta reprodução... na minha cozinha???? Juro.
Vou mandar a foto para a Clarice, via Multiply.

Delícias por delícias, fico mesmo olhando este jardim, durante as refeições.
Vou ficar visitando seu Blog.
Adicionei aos meus favoritos.
Beijo