quinta-feira, 3 de maio de 2007

Grandes Enigmas da Humanidade - Parte 5 - A Ponte de Rama

A Ponte de Rama, também conhecida como Ponte de Adão (Adam´s Bridge), é uma estreita faixa submersa de terra calcária que num passado remoto ligava a ilha de Mannar, noroeste do Sri Lanka, a Rameswaram, na costa sudeste da Índia. Seu formato e composição levam a crer que não se trata de um acidente geográfico natural. Tem 48 km de comprimento e consta que até o século XV ainda estava totalmente acima do nível do mar, quando um ciclone a submergiu. Mesmo assim, o mar é incrivelmente raso em suas imediações, tornando a navegação bastante perigosa na área. O governo indiano quer implantar um megaprojeto arquitetônico que visa dragar essas partes mais rasas, criando um canal seguro para os navios, mas também destruindo a ponte. A opinião pública já se mobilizou opondo-se à obra com a criação do movimento Ram Karmabhoomi.O simples fato de ser uma construção humana com tais dimensões já é motivo de admiração. E se disser que alguns arqueólogos renomados afirmam que ela data de 1,75 milhão de anos? Esse dado é polêmico, outros especialistas sustentam que ela não tem mais de 3.500 anos. Mas vamos supor que a primeira estimativa esteja correta. A milenar narrativa épica hindu Ramayana relata lendas que teriam acontecido na era tredha yuga, que coincide com a suposta idade da estrutura. Aliás, o épico menciona uma ponte que foi construída a mando do Rei Rama. Ela teria possibilitado que ele chegasse ao Sri Lanka e resgatasse sua esposa Sita das garras do Rei-Demônio Ravana, Soberano da ilha.

Vista aérea da Ponte de Rama

A ponte seria então uma evidência de que os fatos narrados no Ramayana realmente ocorreram? Boa pergunta.

Um comentário:

Lidiane disse...

E eu não tenho a resposta.
Mas me parece terrível a idéia de fazer uma obra dessas desaparecer.
Aliás, porque há quase sempre o rapto de uma mulher envolvida em histórias assim?