sexta-feira, 1 de junho de 2007

A rádio perfeita

Imagine que a música, todas as músicas, morem em um campo onde o norte seja o lar das mais enérgicas, o sul das mais calmas, o leste das otimistas e positivas e o oeste das dark, mais sombrias. Escolha entre 18 ritmos diferentes e/ou selecione o "humor" entre os quatro pontos cardeais, na intensidade que você determinar. Vai aparecer um menu em forma de teia tocando uma música que corresponde às suas opções, rodeada por várias outras no mesmo perfil, como uma constelação. Por exemplo: um rock bem positive e moderadamente energetic nos leva a Wilson Pickett com Mustang Sally com David Bowie e Eric Clapton como vizinhos de porta e, mais afastadas, canções de Simon & Garfunkel, Travis, U2 e Eurythmics, entre outros, completando a constelação. Blowin in the Wind, do Bob Dylan fica no sudoeste: muito calma e bem dark. Boys don´t cry, do Cure mora no noroeste (energética e dark), perto de Where the streets have no name, do U2, com With a little help from my friends, Joe Cocker, mais ao norte. Pode-se escolher também de acordo com a época; com o quanto é dançante; ou com o tempo, mais lenta ou acelerada. Parece confuso, mas conseguiram oferecer todas essas gamas de preferências com uma interface simplérrima. Tem que ver.

Entretanto, contradizendo o título, está longe de ser perfeita, senti falta de muita gente que não deu as caras nesse mapa musical. Pra ficar só nas ausências mais graves, não achei nada de Beatles nem dos Stones. No dia de São Nunca, quando todos os músicos e gravadoras deixarem de lado a ganância e desencanarem, abrindo mão de seus direitos autorais, aí sim, vai ser a Rádio Perfeita.

http://musicovery.com/

5 comentários:

Lidiane disse...

Oi, corazón.

Fui lá e adorei. Claro.
Fiquei um bom tempo clicando de um estilo a outro. Tenho de voltar pra "fuçar" com mais calma.
Imediatamente lembrei de você dizendo que às vezes consegue ver a música... sinestesia até!
Isso me formou uma imagem mental bem forte, sabe?

Engraçado como existem músicas para cada instante. E como os ritmos se misturam com a nossa percepção. Às vezes eu acho que música é puro sentir. Às vezes tenho certeza que é.

E, ontem, andando de manhã, com aquele vento frio batendo no rosto, ouvi dez mil vezes "season of the witch", "criminal" e "a little bitty tear"
"Season of the witch" sou eu toda.
Obrigada, viu?

Beijo, beijo.

Lidiane disse...

P.S. Viu que colocaram Led Zeppelin e Janis Joplin?
Yeahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!
:P

garotabossanova disse...

Pois é...Nada perfeito sob o céu.Nem as pessoas ,nem os políticos, as ecolas,as rádios...;)

Carlos disse...

Perfeito de norte a sul, leste e oeste! Parabéns!

Hank disse...

O lance de rádio perfeita é engraçado.
Produzi e apresentei um programa de rádio por 5 anos e acho que teve dias que foi uma desgraça. Era perfeita pra mim, mas para os ouvintes, he, he, he....
Cheers