terça-feira, 25 de abril de 2006

Muito talento e pouco reconhecimento - Parte 5




Stephen Fry: Adoro comédias e humoristas ingleses. Os caras do Monty Python para mim são semi-deuses, não me canso de rever "O Sentido da Vida" e "Monty Python e o Cálice Sagrado". Fry, pelo que sei, nunca fez parte do grupo, mas isso não o impediu de construir uma carreira repleta de papéis interessantes. Ele começou na tv inglesa, em ótimas séries humorísticas como "Blackadder" e "A Bit of Fry and Laurie"(passavam há muito tempo no multishow, o primeiro tinha também o idiota Rowan Atkinson no elenco, no outro co-estrelava com Hugh Laurie) , mas infelizmente nunca teve o devido reconhecimento no cinema, o que resultou em poucos filmes de destaque. Podemos citar "Um peixe chamado Wanda", "Wilde" (excelente biografia de Oscar Wilde, interpretado por Fry, que revela-se muito talentoso também em papéis dramáticos) e "Assassinato em Gosford Park" (um dos últimos filmes de Robert Altman, excelente). Eventualmente ele foi tentar a sorte em Hollywood e fizeram com ele o que costumam fazer com bons atores estrangeiros, insultando sua inteligência e talento com papéis unidimensionais em tramas convencionais. Botaram o coitado como Juiz no filme das Spice Girls! Mais recentemente fez o narrador em "Hitchhiker´s Guide to the Galaxy", trabalhou em "Life and Death of Peter Sellers" (ainda não lançado, Geoffrey Rush fará o papel-título) e em "V de Vendetta", que estou afim de ver.

2 comentários:

misha disse...

tenho visitado aqui de vez em quando. gosto bastante dos seus posts sobre atores e atrizes...

merilyn disse...

Gostei muito dos Guia dos Mochileiros e de V de Vingança? risos, pois é ,me surpreendeu a ponto de querer comprar os quadrinhos.